quinta-feira, 24 de abril de 2014

Irmã Anita Nunes de Barros


Irmã Anita Nunes de Barros, nasceu aos 03 de abril de 1927, na cidade de Recife, capital do estado de Pernambuco. Seus pais se chamavam José Francisco de Barros e Maria Nunes de Barros. De família humilde, aos três anos ficou órfã de sua mãe, porém recebeu de seu pai e irmãos mais velhos os verdadeiros valores cristãos da religião Católica. Mesmo pequenina, manifestava vocação para a vida religiosa.
Consagrou-se muito jovem para servir aos mais pobres, seguindo o Carisma Vicentino, e sempre fiel, ao seu batismo e em resposta ao apelo de Deus, doou-se inteiramente à causa dos pobres e necessitados. Foi trabalhar onde o Senhor lhe enviou. Por isso, em 1968 veio para Ipu e aqui se colocou a serviço dos jovens e idosos. Fez tudo para agradar a Jesus, o Senhor de sua vida.
Irmã Anita era muito dinâmica, generosa, mística, espírito renovador, amante do magistério e da poesia, muito fez pela Educação no Patronato e de Ipu.
1970 – Fundou o Centro Cívico Estudantil
1971 – Compôs a letra do Hino Oficial do Patronato
1974 – Foi Coordenadora da Escola Técnica
1975 – Concluiu o Curso de Secretariado na Faculdade de Filosofia D. José de Sobral 
              Compôs a letra do Hino Jubilar do Patronato
1980 - Formou-se em Língua Portuguesa e Inglês – Licenciatura  Plena pela  Faculdade de  Filosofia D. José de Sobral.
 Na década de 1980, Ir. Anita desenvolveu um trabalho profícuo de evangelização junto aos jovens do Movimento Marial Vicentivo, estando sob sua coordenação aproximadamente 80 jovens.
 Irmã Anita foi diretora do Patronato Sousa Carvalho durante o período de 1º de fevereiro de 1984 a 20 de fevereiro de 1987, Administradora por excelência dirigiu a casa de ensino Patronato com muita dignidade e respeito aos seus comandados e aos seus superiores. Possuidora de um caráter invejável tratava todos com carinho e muita dignidade.
Em 2006, Irmã Anita retorna à Ipu, cidade que nunca saiu de seu coração, para exercer a função de Secretária.
Amante da poesia e da música, em 2011 o Grupo de Flauta, sob a regência do Maestro Jorge Nobre, a homenageou dando-lhe o seu nome:  Grupo de Flauta Doce Irmã Anita
Irmã Anita, semeou sempre e o fez com o propósito de plantios seletos, de regas providenciais e de colheitas incalculáveis. Somos uma dessas  sementes, que se deixaram regar pelas águas da sabedoria, da fé e da espiritualidade que nos sustentam até hoje e nos permitem, também, o plantio de “roçados humanos”, para colheitas satisfatórias.
Neste momento de saudade, na união de nossas preces, a figura firme e doce de Irmã Anita, será sempre uma grata recordação entre nós

Nenhum comentário:

Postar um comentário