quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Valdemira Coelho


     Filha de Raimundo Nonato Mello e Anna Coelho Mello. Nascida em Ipu-Ce., no ano de 1922, de família humilde, Valdemira ingressou na Educação aos 15 anos de idade, alguns anos depois, cursou a Escola normal do Ipu, onde passou depois à Escola Superior do Magistério, no qual recebeu o grau de professora de escola normal em 1950, e o curso normal pedagógico no Centro Educacional Sagrado Coração de Jesus, Ipu-Ce., em 1971.

      Licenciou-se em Ciências pela Faculdade de Filosofia D. José de Sobral (UVA) Lecionou 53 anos como professora do Estado, sendo:
40 anos no Patronato Sousa Carvalho, que iniciou em 1951. 36 anos no Colégio Ipuense no mesmo período em que ensinava no Patronato, iniciando em 1952.
Os 13 anos restantes nas Escolas Reunidas de Ipu, a Casa D´aula, onde começou as suas atividades como professora.

     No Patronato exercendo as suas atividades escolares foi Coordenadora do 2º grau – Curso de Formação para professores, no Centro Educacional Sagrado Coração de Jesus.

  Sua determinação pelos estudos, lhe permitiram conhecimento pessoal e direto com os livros e coisas, aumentando-lhe a familiaridade com a Pedagogia. Valdemira era minuciosa conhecedora e foi divulgadora impar na construção de uma sociedade justa e perfeita.
  No curso da sua existência como mestra amiga, principalmente em períodos críticos da nossa história, Valdemira Coêlho, como profissional exímia da educação, dizia que “no domínio da educação, a tarefa mais importante consiste em transpor os grandes ideais universais e sociais para a vida cotidiana e concreta do homem”.

   Na sua singular sabedoria e em seus comentários particulares enfatizava sempre que a educação não é de nenhum modo o que alguns proclamam que ela seja: pois pretendem introduzi-la na alma, onde ela não está, como alguém que desse visão a olhos cegos. A educação é portanto - dizia Valdemira - a conservação da alma, e que procura os meios mais fáceis e mais eficazes de operá-la; ela não consiste em dar a vista ao órgão da alma, pois que este já possui; mas como ele está mal disposto e não olha para onde deveria, a educação se esforça por levá-lo à boa direção.

     Além das atividades de ensino realizou muitas festas cívicas no Patronato juntamente com sua colega e grande amiga Maria Valderez Soares de Paiva. Ajudou muito na formação de quase 1000 (mil) professores no Patronato e milhares de alunos na sua Terra."


Escreveu três livros:
1. "Bodas de Prata do Patronato Sousa Carvalho"
2. "O Ipu em Três Épocas" - em comemoração ao centenário da cidade de Ipu.
3. "A Saga de uma Família" - homenagem à família Corrêa.

Escreveu ainda o 4º livro “História da Igrejinha”, não chegando a publicar.

Maria Valdemira Coelho Mello faleceu em 17 de fevereiro de 2003.

Nenhum comentário:

Postar um comentário